5 atividades para fazer no Rio de Janeiro

Uma das cidades mais populares e turísticas da América do Sul é Rio de Janeiro. A cidade costeira de eterno calor e belas praias entrou no imaginário mundial como destino ideal para passar férias, divertir-se e esquecer o mundo e seus problemas. Uma espécie de Las Vegas, mas no hemisfério sul.

É conveniente saber o que vamos fazer no Rio antes do desembarque, então se você pretende ir, escreva estas dicas sobre turismo: 5 atividades para fazer no Rio de Janeiro e que a visita seja inesquecível.

Pan de Azúcar

É um morro que pode ser avistado no perfil do bairro da Urca, logo na entrada da Baía de Guanabara. É um monte de granito, quase nua, que faz parte de uma península que deságua no mar. O Rio tem muitas dessas "colinas", mas o formato desta em particular deu-lhe um brilho próprio.

Os turistas podem subir ao topo por volta de Metros 396 alta usando o teleférico, chamado bondinho. Em caso de o bondinho do Pão de Açúcar é velho, com mais de cem anos, por isso está entre as mais antigas do mundo. Hoje, as cabines podem transportar até 65 passageiros cada e a viagem dura apenas três minutos. Voo de três minutos com excelentes vistas de 360º.

O bom é que o Pão de Açúcar na verdade está conectado por teleférico a outro morro próximo, então primeiro você chega ao Morro de Urca e depois ao Pão de Açúcar. Você verá o centro histórico do Rio, a praia do Flamengo, a Catedral, o céu quase sempre cheio de nuvens e uma vez na última parada, o Cristo Redentor, a baía e a praia de Copacabana com suas areias claras.

Se você não quiser subir rápido, pode sempre fazer isso caminhando. É apenas meia hora e nenhum guia é necessário. Os escaladores finalmente chegam ao Pão de Açúcar pelo Cerro da Urca e se você fizer isso, terá a descida do teleférico gratuitamente. Falando em meio de transporte, você compra a passagem ali mesmo ou na internet, que tem um desconto de 10%. Funciona das 8h às 9h, mas a bilheteria fecha às 7h50 e o preço é de R $ 80.

Você pode chegar à estação de saída do teleférico de táxi, ônibus ou metrô, saindo na estação de Botafogo, nas linhas 1 e 2. Os brasileiros transformaram este local em um destino turístico. há restaurantes, barracas de comida, lojas de souvenirs, banheiros e um salão de exposições.

Morro da Dona Marta

E como você está em Botafogo você pode conhecer esse outro Colina de 352 metros de altura com suas excelentes vistas. É o lugar onde em 1996 Michael Jackson gravou seu vídeo "Eles não se importam conosco". E sim, é uma favela, um bairro pobre, mas muitos turistas de todo o mundo o visitam porque a polícia está presente.

A comunidade construiu um escultura de michael jackson então a foto não pode faltar. Pode ser alcançado de táxi ou ônibus. Claro que você deve ter algo de aventureiro porque ainda é uma favela tantos turistas contratam um táxi para levá-los e dar uma carona e talvez, se você não tem conhecimento do local, seja a melhor opção.

Praias de Copacabana e Ipanema

As praias mais famosas do mundo? Talvez. Copacabana tem quatro quilômetros de extensão e é o encontro mais perfeito do mar e da terra. Em frente a ela estão prédios caros e hotéis com excelentes vistas. A praia em si é dividida em setores que cada grupo sabe tomar para si: os jogadores de futebol ficam perto da Rua Santa Clara, os gays entre o Copacabana Palace e a Rua Fernando Mendes, por exemplo.

A praia está aceso à noite e tem barzinhos e policia, mas em todo caso não é aconselhável estar despreparado. E sobre Ipanema? Basicamente o mesmo, também é demarcado em grupos que representam as subculturas da cidade (artistas, hippies, jovens, gays, moradores da favela). Se você gosta de surfar justamente no ponto entre Copacabana e Ipanema onde os surfistas estão concentrados.

Ambas as praias ficam lotadas nos finais de semana. Cuidado se decidir nadar em Ipanema porque as águas são perigosas, devido às ondas e correntes.

Cristo Redentor

É um escultura art déco e hoje também é um dos Sete Maravilhas do Mundo Moderno. Tem 30 metros de altura e pesa 1200 toneladas. Fica dentro do Parque Nacional da Tijuca, no alto do morro do Corcovado.

Você não deve ir nos finais de semana ou em dias nublados ou chuvosos. Na primeira vez no Rio, não consegui nem ver a cabeça do Cristo das nuvens. O tour completo inclui fazer o Trem do Corcovado, mais antigo que o Cristo porque foi inaugurado em 1884. É muito pitoresco, com seus vagões vermelhos, e o tour faz isso em 20 minutosestá atravessando parcialmente um parque verde.

 

Você pode comprar ingressos online ou pessoalmente, mas se for na alta temporada, quanto antes, melhor. A visita ao Cristo é ao mesmo tempo a visita à Foresta da Tijuca ou Parque Nacional da Tijuca, uma selva de mais de quatro mil hectares. A história diz que no século XVII quase foi destruída pela extração indiscriminada para o plantio de café e, como isso também trouxe problemas de abastecimento de água, foi mandada plantar milhares de árvores por mais de uma década.

Maracanã

Não há dúvida de que os brasileiros são grandes jogadores de futebol. Eles venceram a Copa do Mundo cinco vezes e têm o futebol no sangue. O coração do futebol no Rio é o Estádio do Maracanã, por muito tempo o maior estádio do mundo.

Estádio inaugurado em 1950 e por muito tempo teve capacidade para 200 mil espectadores mas depois de um acidente, uma arquibancada desabou, foi reformada e hoje tem capacidade para cerca de 79 mil espectadores nada mais. É uma verdade complexo Esportivo com pistas de atletismo, piscinas e outro estádio menor e coberto.

Você pode se inscrever para o passeio, no tour que o conduz pelos espaços mais importantes do estádio: a sala de imprensa, os camarotes oficiais e privados, os vestiários, o túnel de acesso ao campo de jogo e claro, o próprio campo. As visitas guiadas acontecem todos os dias das 9h às 5h, começando de hora em hora.

Não vá às segundas-feiras, quando as escolas têm prioridade. O passeio básico custa R $ 30, o Premium R $ 50 e o Vip R $ 60. Sem guia, a visita fica mais barata, R $ 20. Você pode chegar ao estádio de metrô, usando a Linha 2.

Naturalmente, esses cinco locais não são a única coisa que o Rio oferece, mas a visita à cidade não está completa sem eles. O resto dependerá de seus gostos e preferências.

Você quer reservar um guia?

O conteúdo do artigo segue nossos princípios de ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*