Kuala Lumpur

Kuala Lumjpur

A capital da Malásia é a porta de entrada para a Ásia, uma cidade em constante crescimento e caracterizada por seus contrastes. Foi fundado por mineiros chineses em 1857 que procuravam depósitos de estanho próximos na Malásia, mas hoje é um dos destinos turísticos mais interessantes para se visitar na Ásia: é caótico e vibrante, tradicional e moderno, cheio de grandes arranha-céus que coexistem com os típicos mercados de comida, tecnologia ou vestuário.

Cada vez mais aberta ao turismo internacional, Kuala Lumpur é o destino perfeito para começar uma viagem à Malásia, tanto por sua geografia quanto pelo tecido urbano e seu meio ambiente.

Quando visitar Kuala Lumpur?

Devido à sua situação geográfica, Kuala Lumpur goza de um clima úmido e quente durante todo o ano, com temperaturas médias anuais entre 20 e 30º C. Chuvas e inundações são comuns, por isso é aconselhável evitar monções ao reservar voos. Se você está planejando visitar as praias do leste da Malásia, não o faça entre maio e setembro e se decidir ir à costa oeste, evite as datas de novembro a março.

Você precisa de visto para viajar para Kuala Lumpur?

Os cidadãos da União Europeia não precisam de visto para entrar na Malásia. Para reservar voos para Kuala Lumpur, apenas um passaporte válido com mais de três meses de validade é necessário.

O que ver em Kuala Lumpur?

torres Petronas

Milhões de pessoas visitam este arranha-céu a cada ano, que entre 1998 e 2003 foi o mais alto do mundo. Atualmente com 88 andares e 452 metros de altura, são as torres gêmeas mais altas do planeta e o décimo primeiro edifício mais alto do mundo.

As Torres Petronas são o edifício mais importante para se ver em Kuala Lumpur, bem como um dos mais modernos e bonitos do planeta, espetacular de dia e de noite.

Símbolo de modernidade permite desfrutar de vistas incríveis. Você pode comprar ingressos para o mirante do 86º andar ou ir de uma torre a outra cruzando a ponte suspensa mais alta do mundo. Certifique-se de chegar cedo porque as passagens são limitadas e as bilheterias abrem às 8.30hXNUMX da manhã, embora também possam ser adquiridas online.

Imagem | Pixabay

Shopping Centers

Depois de visitar as Torres Petronas, você pode dar um passeio no parque e visitar o shopping center Suria KLCC que fica ao lado. Porém, em Kuala Lumpur existem outros centros como o Pavilión Shopping Centre ou o Lot 10 Shopping Centre, ambos com praças de alimentação onde você pode comer deliciosos pratos asiáticos a preços bem baratos.

mercado central

Outro lugar imperdível em Kuala Lumpur é o Mercado Central, um prédio cheio de lojas onde você pode encontrar as melhores lembranças de sua viagem à Malásia.

Chinatown

Ao lado do Mercado Central fica Chinatown, bairro repleto de restaurantes, lojas, bares e barracas onde barganhar é uma arte.

Imagem | Wikipedia

Templo Sri Mahamariaman

Perto de Chinatown está o Templo Sri Mahamariaman, uma maravilha da arquitetura hindu que foi construída no final do século XNUMX, sendo o mais antigo templo desta religião na Malásia. Sua fachada principal é composta por uma grande torre de 23 metros de altura, com figuras coloridas do Ramayana

O templo leva o nome da popular divindade hindu, Mariamman, considerada a protetora dos tâmeis durante suas estadas no exterior.

Praça Merdaka

A Praça Merdaka é a praça mais popular de Kuala Lumpur. Seu nome significa Praça da Independência e homenageia o dia em que a bandeira nacional da Malásia foi hasteada para proclamar sua independência em 1957, após o rebaixamento da bandeira britânica.

Aqui estão edifícios tão importantes quanto o do sultão Abdul Samad, um dos mais bonitos da cidade, que foi sede da administração colonial britânica, assim como o Royal Selangor Club Complex, o National Museum of History ou o Central Tourist Office.

Você quer reservar um guia?

O conteúdo do artigo segue nossos princípios de ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*