Como se organizar ao redor do mundo

Mochilão

A princípio pode parecer uma ideia maluca dada a magnitude da viagem, mas fazer um tour pelo planeta visitando inúmeros países, absorvendo sua cultura e saboreando sua gastronomia é, para quem gosta de viajar, um objetivo vital.

Seja por um longo ou curto período de tempo, dar a volta ao mundo é um propósito que deve ser tentado uma vez na vida. Não só pela ilusão de viajar para além do período de férias ou cruzar um grande número de países da nossa lista de uma só vez, mas porque, do ponto de vista financeiro, voar de um continente a outro sem regressar a casa permite-nos poupar dinheiro e clima. Agora, como organizar a viagem ao redor do mundo?

O orçamento

De um modo geral, dar a volta ao mundo em um ano costuma custar entre 11.000 e 20.000 euros, dependendo de quantos países caros ou baratos são visitados. Dependendo de outros fatores, o custo pode aumentar ou diminuir. Por exemplo, há pessoas que, ao organizarem uma viagem ao redor do mundo, preferem ter tudo amarrado e comprar as chamadas passagens de volta ao mundo, enquanto outras aproveitam para se deixar levar pelas ofertas de voos. Da mesma forma, optar por acomodações mais básicas ou comer em barracas de fast food são opções que podem nos ajudar a economizar.

No entanto, alguns viajantes optam por trabalhar enquanto viajam pelo mundo para pagar a viagem, seja em troca de dinheiro ou hospedagem e alimentação.

Duração da viagem

Não há limite de tempo para dar a volta ao mundo, então a viagem pode ser estendida enquanto suas circunstâncias e seu orçamento permitirem. Porém, o tempo mínimo costuma ser de aproximadamente três meses para visitar vários países de todos os continentes e ter uma ideia de cada um deles, sentindo que você realmente deu a volta ao mundo.

Em última análise, trata-se de viver uma experiência única e inesquecível à medida das suas necessidades, sem visitar mais países do que ninguém como se fosse uma competição.

Melhor época do ano

Viajar com pouca bagagem para dar a volta ao mundo é uma boa ideia, pois permitirá que você não fique sobrecarregado desnecessariamente durante a viagem com os transtornos que isso acarreta. Nesse sentido, é conveniente traçar um roteiro que evite climas extremos e permita carregar uma mala leve. Um exemplo é o seguinte: comece a viagem no verão pela África, continue pela Índia e Sudeste Asiático, continue pela Oceania e pule para a América do Sul, Chile ou Argentina, para finalmente voar para o Caribe quando as temperaturas baixarem para acabar na Europa.

 

Viagem segura

Na hora de viajar é sempre importante ter um seguro de viagem, mas se for dessa magnitude, ainda mais. É conveniente conhecer as coberturas que o seu seguro privado lhe oferece no exterior, porque a maioria deles só oferece proteção até 3 meses após a saída da Espanha. Outra opção é verificar com o banco qual é a cobertura que você tem para pagar voos com o cartão.

Dê poderes a alguém em quem você confia

Se você decidiu dar a volta ao mundo e vai passar muito tempo no exterior, uma dica útil é conceder procurações a alguém de sua confiança. para que possa realizar os procedimentos legais e bancários durante a sua ausência. Verifique com um notário para mais segurança.

Mochilão

Compre SIMs locais

Se você não quiser ir à falência assumindo custos muito altos de dados e roaming ao viajar pelo mundo, adquira cartões SIM dos destinos que visita. Assim, você pode comprar planos de dados com os quais poderá fazer chamadas e usar a internet a um preço mais baixo.

Vacinações

Antes de viajar pelo mundo, é aconselhável visitar um centro internacional de vacinação para que aconselhá-lo sobre os medicamentos e vacinas de que precisará de acordo com o percurso que você planejou.

Documentos necessários

Alguns dos documentos que você vai precisar quando viajar pelo mundo são: o seguro de viagem, a carteira de habilitação internacional, o cartão de vacinação internacional ou o passaporte. Por outro lado, é uma boa ideia digitalizar esses documentos e enviá-los para a nuvem em caso de perda. Não se esqueça de verificar se para entrar ou não em determinados países, você precisará de um visto.

Evite taxas bancárias

Se você planeja viajar por vários meses, pode ser difícil carregar dinheiro com você. Informe-se sobre as taxas bancárias que o banco poderia estabelecer para pagamento em outra moeda ou para saques em caixas eletrônicos estrangeiros. Pode ser apropriado abrir outra conta durante a viagem ao redor do mundo porque o banco pode aplicar menos comissões e porque você pode obter outro cartão de crédito ou débito que é ótimo no caso de você perder um.

Você quer reservar um guia?

O conteúdo do artigo segue nossos princípios de ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*