Dicas para combater o mal da altitude

doença da altitude de cuzco

O temido mal da altitude ou soroche é o nome dado às reações fisiológicas do corpo humano como resultado da exposição à baixa pressão de oxigênio que existe em grandes altitudes. Embora em algumas pessoas o mal da altitude não se manifeste, aqueles que estão acostumados com a planície começarão a sofrer quando chegarem a 2500 metros acima do nível do mar.

À medida que subimos, há uma diminuição progressiva da pressão atmosférica e também da pressão parcial do oxigênio no ar que inspiramos. Sua queda repentina produz alterações importantes no corpo que podem se manifestar de maneiras muito diferentes.

Se você planeja viajar em breve para países como Peru, Argentina ou Bolívia, não pode perder o seguinte post, pois falaremos sobre como identificar e combater o mal da altitude.

Sintomas do mal de altitude

doença de altitude

Os sintomas geralmente aparecem após passar várias horas na área e costumam piorar à noite.

Dor de cabeça intensa
Fadiga ou exaustão física
Distúrbio do sono
Nausea e vomito
Desordens digestivas
Agitação
Falta de apetite
Exaustão física
Dispneia noturna súbita, ou seja, acordar abruptamente com uma sensação de sufocamento
A insônia de altitude, principalmente se causada por pausas respiratórias periódicas, deve ser tratada com acetazolamida, mas nunca com sedativos como os usados ​​para dormir, pois podem piorar ainda mais a respiração.

Se os sintomas forem mais graves ou se agravarem, a pessoa afetada deve ser abaixada até a altura mais baixa possível e sempre acompanhada. Às vezes, uma descida de 400 metros geralmente é suficiente para notar uma melhora.

Quem deve ter cuidado em grandes alturas?

Pessoas com doenças cardíacas / pulmonares tratadas com sucesso.
Mulheres grávidas
Rapazes
Pessoas com pressão alta
Pessoas com tendência à apneia durante o sono.
Pessoas que já tiveram HAPE ou HACE antes.

Quem nunca deve se expor a grandes altitudes?

Pessoas com doença cardíaca / pulmonar crônica
Pessoas com anemia
Pessoas com distúrbios de coagulação do sangue não tratados e histórico de trombose.
Pessoas que já tiveram HAPE ou HACE antes.

Dicas para combater o mal da altitude

peru cuzco

O enjôo da altitude é causado pela ascensão rápida de uma certa altura para outra mais alta e por permanecer lá sem aclimatação prévia. A primeira recomendação é relaxar nas primeiras horas, não ficar agitado ou fazer esforços físicos e descansar o máximo possível. Além disso, na véspera da chegada ao destino, é recomendável dormir bem, fazer uma alimentação leve e evitar bebidas alcoólicas.

Há pessoas que podem perder o apetite por causa do enjôo da altitude, mas é recomendável fazer uma dieta hiperglucídica, rica principalmente em açúcares e amidos. A culinária peruana é uma das mais famosas do mundo graças às suas excelentes matérias-primas e sabores deliciosos, por isso o enjôo da altitude é uma boa desculpa para comer bem.

Também é importante se agasalhar para evitar resfriar e manter-se muito hidratado, bebendo pelo menos 3-4 litros de água por dia.

Produtos contra o mal da altitude

coca mate

O mal da altitude pode ser evitado até certo ponto. A maioria dos hotéis em locais de grande altitude oferece aos viajantes mate ou chá de coca como o primeiro remédio para iniciar a aclimatação. Consiste em um infusão feita com folhas de coca que ajuda a aliviar os sintomas do sorocho e, além disso, promove a digestão.

Os hotéis também possuem tubos de oxigênio para atender os clientes que deles precisam.. Além disso, muitas das excursões levam tubos para atender quem, no meio da jornada, começa a sentir os sintomas e não pode continuar. Outra opção é cada pessoa carregar seu próprio tubo de oxigênio pequeno, que você pode comprar nas lojas.

Outro remédio é mastigar as folhas de coca diretamente e engolir seu suco.. O método é simples, mas aqueles que não estão acostumados com seu sabor amargo não o acharão inteiramente agradável. No entanto, também há balas de coca ou bombons de chocolate e coca para quem quer provar algo mais doce. Devido à sua popularidade, muitos produtos derivados da folha da coca foram comercializados e podem ser encontrados em muitas lojas de souvenirs.

folhas de coca

A ciência também oferece remédios para o mal da altitude. Existem alguns comprimidos que devem ser consumidos antes de chegar ao destino em grandes altitudes e depois a cada oito horas. Estes ajudam a melhorar o fornecimento de sangue ao cérebro e a aumentar a capacidade respiratória, ajudando assim a desaparecer os sintomas do mal da altitude e a desfrutar da viagem sem problemas.

Essas pílulas são vendidas sem receita e são vendidas em caixas ou divididas. Assim, ao chegar ao destino em grande altitude, basta pedir os comprimidos para combater o sorocho.

Por fim, lembre-se de que quem mora em lugares de grande altitude costuma repetir aos viajantes uma regra que, se respeitada, ajudará a resistir ao enjôo da montanha: "beba antes de ficar com sede, coma antes de sentir fome, agasalhe-se antes de resfriar e descanse antes exaustão ”.

Você quer reservar um guia?

O conteúdo do artigo segue nossos princípios de ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*