Informações para celebrar a Semana Santa 2016 em Jerusalém

Jerusalém

Se aproxima Semana Santa, um momento muito especial para os cristãos uma vez que tem a ver com a morte e ressurreição de Cristo. Se antigamente eram dias de retiro e festas tranquilas, hoje, de mãos dadas com o turismo, milhares de pessoas se deslocam daqui para lá aproveitando essas férias para descansar e, se forem religiosos, vão a locais onde as festas são especiais.

Imagino que existam lugares excepcionais, relacionados com a vida e a morte de Jesus e que não deveria haver nada mais original do que passar a Semana Santa neles. Eu penso em Jerusalém, por exemplo, deve ser ótimo passar a Páscoa no mesmo lugar onde esses supostos eventos aconteceram. Vamos ver como é celebrada a Semana Santa em Jerusalém e quais as opções de hospedagem que temos:

Semana Santa em Jerusalém

Semana Santa em Jerusalém

A chamada Cidade de paz foi declarado Herança pela UNESCO em 1981 e todos os anos este festival religioso cristão é vivido nas suas ruas. Milhares de turistas vêm e seguem a Paixão de Cristo por toda a cidade e vivem os dias entre o Domingo de Ramos, quando Jesus entra em Jerusalém, e a Páscoa, sua ressurreição. Uma semana inteira para o cristianismo puro.

Domingo de Ramos é o Monte das Oliveiras, no vale do Kidrón, a leste da cidade. Os peregrinos caminham até a Igreja de Betfagé e de lá até a entrada da cidade, seguindo os passos que Jesus fez há mais de dois mil anos. A próxima parada é a Iglesia Santa Ana em Getsemaní e depois disso você entra na cidade cruzando a Puerta de San Esteban. Na Quinta-feira Santa a Última Ceia é lembrada, momento da Eucaristia e da traição de Judas, a missa no Santo Sepulcro onde são lavados os pratos e a visita ao Cenáculo que só abre duas vezes por ano, na Quinta-feira Santa e no dia de Pentecostes.

Semana Santa em Jerusalém

Os fiéis peregrinos continuam sua jornada até a Basílica da Agonia, onde há missa à tarde. Na Sexta Feira Santa, há uma grande peregrinação na Via Crucis pelos becos até o Monte Gólgota, sempre parando nas estações de penitência. Vigília sábado é um tempo de espera precisamente, bem no domingo de Páscoa a ressurreição de Cristo é lembrada e há uma peregrinação novamente ao Santo Sepulcro. Missa e procissão. E se você tiver tempo, um último rito acontece a cerca de onze quilômetros da cidade, já que Al Qaibe é o lugar onde Jesus ressuscitado apareceu pela primeira vez aos seus seguidores.

Como ir a Jerusalém

Aeroporto de telavive

Un O voo direto da Iberia de Madrid para Tel Aviv leva quase cinco horas E como já estamos na data a tarifa básica já está esgotada para voos de manhã, mas voando às 11 da noite o voo tem um preço em torno de 165 euros. Sem essa taxa  os preços estão acima de 200 euros. Depois é preciso ir de Tel Aviv a Jerusalém, uma estrada que leva uma hora e meia porque são apenas 65 quilômetros.

Você ir de Tel Aviv a Jerusalém de ônibus, táxi ou carro alugado. Se estiver hospedado em um hotel, você pode combinar com o hotel para que venham procurá-lo, obviamente às suas próprias custas.

Onde ficar em Jerusalém

Cidadela Juventude de Jerusalém

Em relação ao alojamento tem um pouco de tudo, de hotéis cinco estrelas a acomodações mais baratas. Você pode ficar no centro da cidade, a oeste, no bairro cristão ou em Nachla'ot, por exemplo. Eu estava fazendo uma pesquisa na web pensando em chegar a Jerusalém na quarta-feira, dia 23, para partir na segunda-feira, dia 28 de março, então são cinco noites no total.

Os hotéis de três estrelas estão entre os 400 e 500 euros por cinco noites, incluindo impostos e taxas. O Palatin Hotel Jerusalem, o Jerusalem Garden Hotel & Spa, o Agrjipas Boutique Hotel, o Victoria Hotel, por exemplo, têm esses preços.

Abraham Hostel

Por menos de 100 euros você tem albergues de estudantes: o Citadel Youth Hostel, o Abraham Hostel, o Jerusalem Hostel. São boas opções se você é jovem e quer conhecer pessoas, como sempre.

  • Abraham Hostel: tem críticas muito boas. Não está no centro da cidade, mas uma caminhada de 10 minutos não custa nada. Tem um bar, uma agência de viagens, uma cozinha que pode sempre ser utilizada e uma confortável esplanada com espreguiçadeiras, sofás e cadeiras. Conta com depósito de bagagem, lounge, sala de TV e lavanderia. As camas são básicas e não há luxos, mas se você não quer gastar muito dinheiro é uma opção recomendada. Um dormitório compartilhado com 10 camas, misto, custa 104 euros se você ficar entre 23 e 28 de março. Nada mal. 127 noites. Nessa data já não há opções em quartos menores, exceto no dormitório feminino de seis camas que custa XNUMX euros.
  • Jerusalém Hostel: Este albergue está localizado no coração de Jerusalém Ocidental, a minutos do centro histórico e de suas atrações. Tem WiFi em todo o edifício, terraço ensolarado, cozinha equipada, posto de turismo, supermercado 24 horas na esquina e cofre.Um quarto individual custa cerca de 50 euros, um duplo 70 euros. Os quartos familiares foram vendidos para a Páscoa, mas uma cama num quarto masculino custa quase 19 euros e o mesmo no quarto feminino.
  • Citadel Youth Hostel: este hostel trabalha em um prédio de 700 anos e é construído em uma colina alta na cidade velha. As vistas são excelentes, assim como a atmosfera. Entre 2009 e 2013, este hostel foi votado como um dos cinco melhores hostels em Jerusalém. Fica a dois minutos dos mercados locais, a cinco da Igreja do Santo Sepulcro, da Parede Oeste e de muitos outros locais históricos. Cotações? Uma cama em um dormitório de 12 camas custa 106 euros por cinco noites. Pode optar por dormir na varanda e pagar menos, cerca de 57 euros. Um individual mas com casa de banho privada custa 215 euros e um duplo com casa de banho partilhada 359 euros. Se quiser uma casa de banho privada, é mais caro: um quarto com duas camas e uma casa de banho privada 431 euros.

Você ainda tem tempo para organizar uma viagem rápida ao coração do Cristianismo. Seis dias e cinco noites vivendo o Cristianismo a cada momento do dia e celebrar a Páscoa 2016 de uma forma única.

Você quer reservar um guia?

O conteúdo do artigo segue nossos princípios de ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*