Macacos, tabaco e álcool em Gibraltar

Localizada no ponto mais meridional da península, Gibraltar É uma rocha rochosa localizada na margem norte do estreito que une o Mar Mediterrâneo e o Oceano Atlântico. Hoje o estreito é uma área e base naval, além de um paraiso fiscal camuflado de centro financeiro e oficina de reparos de submarinos nucleares. O forte compromisso turístico que os líderes do rock promoveram anos atrás fez da cidade um destino cada vez mais solitário entre os espanhóis.

1.Como chegar lá:
-Há alguns meses a Iberia inaugurou sua nova linha Madrid-Gibraltar e embora a empresa tenha anunciado que desde 16 de dezembro passado faria um vôo diário para a rocha, a realidade é bem diferente.
-De Algeciras: Os ônibus partem aproximadamente a cada 40 minutos da estação de Algeciras para a mesma fronteira terrestre com a Espanha.
-Anexo: Se viajar de automóvel é aconselhável deixá-lo em La Línea ou San Roque e chegar a Gibraltar a pé. As linhas de fronteira para carros podem ser infinitas.

2. Onde dormir: Fique em Espanha e assim faça feliz o dia dos hoteleiros do Campo de Gibraltar, apesar de tudo deixo-vos os dados de um hotel gibraltino.
-Rock Hotel: 3 estrelas, 117 euros por noite, quarto duplo,

3. O que ver: Gibraltar não é uma cidade com um grande complexo arquitetônico importante, apesar de tudo, há um lugar que vale a pena visitar:
-El Peñón: O mais significativo da cidade. A pé ou pela estrada. Se você decidir subir com seu carro particular, os preços são bem altos. Um turismo com duas pessoas, cerca de 30 euros. Os macacos podem parecer amigáveis, mas são muito agressivos. Carregar um saco de amendoim de presente não é uma boa ideia, assim que você tirá-lo do bolso ele será arrancado de suas mãos. Esses animais adorados também têm o hábito de retirar bolas e mochilas. A propósito, macacos são uma espécie protegida, então não importa o quanto eles te deixem louco, não bata neles ou a multa pode ficar curiosa. Não se esqueça de visitar o museu, as cavernas e a antiga passagem subterrânea construída na Segunda Guerra Mundial.
-Jardim Botânico Alameda: Absolutamente majestoso. É um ponto obrigatório, o lugar mais bonito da rocha.
-Faro: Vistas imbatíveis. Marrocos parece estar próximo.
-A Casa do Governador: O edifício mais significativo da cidade. O que em qualquer outra parte do mundo seria apenas mais um edifício, em Gibraltar é um tesouro arquitetônico. A troca da guarda atrai turistas
-Cathedral: Vale a pena ver o pátio central.
-Lojas: Não se engane, as pessoas vão a Gibraltar para isso. Main Stret é a rua comercial. Principalmente perfumarias, lojas de bebidas, tabacarias e eletrônicos. Tudo é mais barato do que na Espanha.
-Casatos Square: para comer. Variedade de junk food feita nos EUA. Ideal para turistas. No verão, você pode esperar meia hora para pedir um hambúrguer.

4. Sair para beber: No inverno, a marcha é bastante jovem, os maiores de 18 anos estão fora, frequentando a universidade. Mas no verão as coisas mudam. Os pubs ingleses, a cerveja típica e a hospitalidade das llanitas merecem uma farra de verão na rocha. Se você decidir fazer uma festa em solo nacional, também encontrará gibraltinos nas cidades vizinhas. No dia 10 de setembro é comemorado o Dia Nacional (foto), o maior feriado nacionalista da rocha.

5. Dados de interesse:
-Por 2,5 euros por dia, você pode pegar o ônibus turístico quantas vezes quiser. Muito recomendável
-O álcool e o tabaco são mais baratos do que na Espanha. Você pode conseguir uma caixa de tabaco por pessoa, embora o controle de fronteira a pé seja quase inexistente.
- A comida inglesa não é muito boa, para ser franco, é muito má, por isso recomendo encher o estômago nas dezenas de restaurantes de fast food que inundam a cidade.

Você quer reservar um guia?

O conteúdo do artigo segue nossos princípios de ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

3 comentários, deixe o seu

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

  1.   José Antonio dito

    Quanto a sair para beber em Gibraltar, não sei o que te dizer e a hospitalidade das llanitas não vi nada, a única coisa que vi muito baixismo e fodão só tem uma boate aberta e que é Savanah the Underground e Sax fechou suas portas

  2.   ana dito

    Olha, uns amigos já me disseram que para escalar a rocha tenho várias opções ou subir de carro que custaria 10 euros (não sei se por pessoa ou 10 euros no total), subir de teleférico que seria mais barato (não sei quanto) mas o problema é que depois teríamos que descer a pé e finalmente os autocarros mas isso é muito caro (25 euros por pessoa) gostaria que me dissessem se estes preços são real e qual opção é mais recomendada para mim e para o meu bolso .GRAX !!!

  3.   José Antonio dito

    Gostaria de saber quanto custa subir para ver os macacos de teleférico ou de microônibus… ..etc! por favor me responda no meu e-mail.