Vacinas para viajar ao Brasil

Falar em vacinas para viajar ao Brasil é fazer dicas, não de obrigações. Isso significa que o governo brasileiro não exige nenhum tipo de vacinação para entrar no país. Exceto para os requisitos derivados da pandemia (aqui está um artigo sobre esses padrões por nação), Não há condições sanitárias legais para visitar terras no Rio de Janeiro.

No entanto, você deve ter em mente que o Brasil é o quinto maior país do mundo. Possui mais de oito milhões de quilômetros quadrados e inclui uma grande diversidade climática e geográfica. Portanto, é altamente recomendável que receber certas vacinas para viajar ao BrasilEspecialmente se você estiver indo para certas regiões.

Vacinas para viajar ao Brasil, mais do que uma recomendação

Como falávamos, o país sul-americano é imenso e inclui boa parte da Amazon. Portanto, você não precisará das mesmas vacinas se viajar para o último como se o fizesse para Rio de Janeiro, por exemplo.

Em qualquer caso, há vários deles altamente recomendados, independentemente do território que visite. E nenhum deles vai te machucar, então você não perde nada ao colocá-lo e evitando o risco de doenças perigosas. Você pode solicitar uma entrevista para se vacinar em qualquer um dos centros internacionais de vacinação do Ministério das Relações Exteriores da Espanha em este link. Mas, sem mais delongas, vamos conversar sobre as vacinas recomendadas para viajar ao Brasil.

Vacina contra febre amarela

Aedes aegypti

O temido aedes aegypti, causador da febre amarela

É uma doença tão comum no país sul-americano que, até recentemente, suas autoridades exigiam a vacinação contra ela antes de entrar no país. A febre amarela é uma doença infecciosa aguda transmitida por mosquitos com sua picada. aedes aegypti, também chamado de mosquito múmia.

Este inseto também transmite o dengue, mais perigoso, pois não tem vacina. Mas, voltando à febre amarela, seus sintomas são, justamente, febre, dores de cabeça e nas costas, náuseas e vômitos. Se não for tratado a tempo, o paciente começa a desenvolver icterícia (daí o adjetivo amarelo) e sofre de hemorragias. Essa segunda fase apresenta mortalidade de aproximadamente 50%.

Portanto, é uma doença muito grave. E, como não custa nada se vacinar, nosso conselho se você viajar ao Brasil é que sempre faça para ficar mais tranquilo. De qualquer forma, se você for à Amazônia, lembre-se que esta vacina não o protege contra as citadas dengue. Portanto, use roupas de mangas compridas e um repelente de mosquitos forte.

Tétano

Ser vacinado

Vacinação

Ao contrário da anterior, esta doença é sofrida quando a bactéria Clostridium tetani infecta uma ferida. Como você bem sabe, isso pode ser produzido com muita facilidade, especialmente se você viajar para áreas selvagens do Brasil. E você deve ter em mente que a bactéria acima mencionada é encontrada em qualquer superfície contaminada. Por exemplo, é muito comum em metais oxidados.

Portanto, não é difícil para você conhecê-la. Por sua vez, o clostridium genera neurotoxinas que afetam todo o sistema nervoso. Seus principais sintomas são espasmos, contrações musculares violentas, rigidez e até paralisia. Eles são acompanhados por febre, sudorese excessiva e salivação.

Além do sofrimento que causa, se não for tratada a tempo, pode ser fatal. Portanto, como avisamos anteriormente, você não perde nada ao se vacinar contra essa doença.

Por outro lado, a vacina contra o tétano geralmente inclui as do difteria e coqueluche, também recomendado para viajar ao Brasil. A primeira é uma doença infecciosa transmitida por via oral, especificamente por tosse ou espirro. É causado pela chamada Bacilo Klebs-Löffler e pode ser especialmente sério em crianças pequenas.

Em relação à tosse convulsa, também é uma doença respiratória infecciosa causada pela bactéria Bordetella pertussis. Sua característica é a tosse espasmódica e é muito contagiosa. Como o anterior, afeta as crianças mais seriamente. No entanto, a menos que cause complicações, geralmente cura bem.

Vacina contra hepatite A

Uma fila de vacinação

Fila para ser vacinado

Esta também é uma doença infecciosa, que causa inflamação do fígado. É produzida, justamente, pelo vírus da hepatite A ou Paramixovírus 72 e é menos grave do que outras variantes da mesma doença, da qual também falaremos com você.

Na verdade, ele não pode se tornar crônico ou causar danos permanentes ao fígado. Mas pode ser contraído com relativa facilidade, uma vez que é transmitido por comida ou água contaminada, bem como através de superfícies sujas. Por isso, aconselhamos que lave as mãos com frequência, algo que, sem dúvida, lhe parecerá familiar devido ao coronavírus.

E, claro, recomendamos que você seja vacinado contra a hepatite A. É inoculado em duas doses com seis meses de intervalo. É conveniente viajar para o Brasil, portanto, considere receber a vacina em tempo hábil. Para concluí-lo, são necessários seis meses para se passar, como dissemos.

Vacina contra hepatite B

O vírus da hepatite B

Vírus da hepatite B

Sobre esta doença, poderíamos falar a mesma coisa que indicamos para a hepatite A. No entanto, a modalidade B é mais perigoso, uma vez que pode gerar infecção crônica e isso, por sua vez, pode levar à insuficiência hepática, cirrose ou câncer de fígado.

No entanto, na maioria dos casos, não é grave. Mas pode levar até quatro meses para que os sintomas apareçam a partir do momento em que você é infectado. Neste caso, é transmitido por fluidos corporais. Por exemplo, sangue ou sêmen, mas não por tosse ou espirro.

Além disso, ao contrário do que acontece com outras patologias, a hepatite B torna-se crônica com mais facilidade em Jovens do que nos majores. Conseqüentemente, é melhor se vacinar antes de viajar para o Brasil. Nesse caso, o antígeno consiste em duas ou três doses administradas, da mesma forma, com intervalo de seis meses.

Vacina MMR

Criança recebendo MMR

Uma criança recebendo a vacina MMR

Este é o nome dado ao que previne doenças como sarampo, rubéola e caxumba. A primeira é uma infecção do tipo exantemática, ou seja, ocorre com erupções vermelhas na pele, causadas por um vírus, especificamente da família paramixoviridae. Outro sintoma dessa doença é a tosse e, se inflamar o cérebro, pode ser muito grave.

Quanto à rubéolaÉ também uma doença infecciosa que também aparece com erupções cutâneas e é causada por um vírus. Neste caso, é transmitido por via aérea e leva entre cinco e sete dias para se manifestar, mas é muito contagioso. No entanto, exceto no caso de mulheres grávidas, não é grave. Nestes, pode danificar o embrião causando danos permanentes.

Finalmente, o parotidite também é uma doença comum. O nome dele provavelmente não soará familiar para você. Mas, se dissermos que eles são a caxumbaVocê certamente já ouviu falar deles. É transmitido pelo Caxumba mixovírus, embora também haja uma variante causada por bactérias. Também não é uma doença grave, desde que tratada. Caso contrário, e em casos extremos, pode causar meningite, pancreatite ou infertilidade nos homens.

A vacina MMR previne todas essas doenças e é administrada em duas doses com intervalo de quatro semanas.

Outros cuidados em uma viagem ao Brasil

Garrafas de água

Água engarrafada

As que explicamos são as vacinas para viajar ao Brasil que os especialistas recomendam. Aconselhamos você a colocá-los se for fazer isso. Mas, além disso, é recomendável que você siga outros cuidados em sua viagem para que sua saúde não seja comprometida.

A primeira etapa é você se inscrever no Cadastro de viajantes do Ministério das Relações Exteriores e que você contrate um seguro médico de viagem. Lembre-se de que a Previdência Social espanhola não tem validade no Brasil. Portanto, caso você fique doente, todas as despesas eles correriam às suas custas. E isso inclui hospitalização, tratamento e até repatriação.

Por outro lado, todos os organismos recomendam que, ao beber água, você apenas beba engarrafada, nunca da torneira ou das molas. Da mesma forma, as frutas e vegetais que você come devem ser bem lavado e desinfetado.

Em relação às praias, certifique-se de que não estão poluídas. Sobre São Paulo y Santa Catarina existem alguns onde o banho é proibido. E, quanto aos medicamentos, leve-os da Espanha para evitar ficar sem eles. No entanto, eles podem ser verificados para você no aeroporto na chegada. Portanto, recomendamos que você traga também a receita ou documento que justifique que você está tomando.

Em qualquer caso, se tiver dúvidas, recomendamos que visite o site do Ministério das Relações Exteriores para esclarecer tudo o que você ainda quer saber.

Em conclusão, nós falamos sobre todos os vacinas para viajar ao brasil recomendado por especialistas. Nenhum tem efeitos colaterais, por isso recomendamos que os aplique. E, se ainda tiver dúvidas, também é aconselhável que consulte seu médico. Assim, você viajará com segurança e viverá um experiência extraordinária que nenhuma doença pode arruinar você.

Você quer reservar um guia?

O conteúdo do artigo segue nossos princípios de ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*