cidades estranhas do mundo

O mundo tem lugares bonitos e lugares estranhos. Tem de tudo. Na Actualidad Viajes falamos sempre de destinos maravilhosos, atrativos pela sua história ou pela sua natureza, mas também há destinos pouco conhecidos ou diretamente desconhecidos.

Hoje em dia, cidades estranhas do mundo

Coober Pedy, Austrália

Esta cidade australiana é uma aldeia absolutamente subterrâneo. Foi construído no início do século XX, em 1915, Como un cidade mineira dedicada à extração de opalas. Os mineiros logo descobriram que era mais simples e fácil ficar no subsolo, principalmente no verão, quando a temperatura acima pode chegar a 51ºC.

CobberPedy tem galerias, lojas e igrejas e hoje, até um hotel de 4 estrelas.

Ilha de Miyakejima, Japão

É um ilha vulcânica, com vulcão ativo, por isso é muito comum que seus habitantes carreguem máscara de gás vão aonde eles vão. Até as sirenes estão sempre soando, dizendo para eles irem buscar suas máscaras porque as fumarolas começaram a expelir gases tóxicos.

A pior erupção foi no ano 2000, quando o vulcão ejetou entre 10 e 20 mil toneladas de dióxido de enxofre, então as pessoas tiveram que deixar a ilha em uma evacuação em massa.

Chefchaouen, Marrocos

Você já viu um cidade absolutamente azul? Esta pequena cidade é norte de Marrocos e tudo, ruas e casas, é azul. Assim a pintaram os habitantes judeus que viveram nos anos 30 do século passado.

Hoje a cidade tem cerca de 200 hotéis que recebem turistas europeus e dizem que é um dos maiores produtores de Marrocos de haxixe.

Manshiyat Nasser, Egito

Esta cidade é literalmente tampa de lixo e isso só acontece com ele porque está perto do Cairo, a capital nacional. A capital não tem um sistema eficiente para lidar com seu lixo e então tudo acaba aqui, os catadores não oficiais, batizados zabbaleen, eles acabam trazendo sua carga aqui.

A vila dos anões, China

É uma pequena aldeia chinesa onde Vivem 120 pessoas que não podem medir mais de 1 metro e 30 centímetros. Os anões da China construíram esta vila para escapar da discriminação e até hoje eles têm sua própria polícia e corpo de bombeiros.

Para ter renda própria, os moradores decidiram construir suas casas com um formato único e, assim, transformar a vila em atração turística e Parque temático ao vivo.

Kowloon, Hong Kong

Você realmente olha para as fotos e não consegue acreditar que havia pessoas morando aqui. Kowloon foi demolido em 1994 e era a cidade mais densamente povoada do mundo com cerca de 500 mil pessoas vivendo em um espaço de dois hectares e meio.

Kowloon Foi construído pelo exército chinês no século XVII, como parte de um forte e depois ele abandonou na década de 50. Então foi tomada pela máfia chinesa e suas gangues, as famosas tríades. Sem autoridades ou regulamentos reais, os habitantes construíram suas casas umas em cima das outras. A segurança era notável por sua ausência.

Nagoro, Japão

Nesta cidade apenas 35 pessoas vivem, mas existem 350 bonecos e bonecas em forma humana. São obra do artista Ayano Tsukimi, uma mulher que já está perto dos 70 anos, que teve a ideia de povoar a cidade com essas bonecas e fantoches quando a população real começou a diminuir e as pessoas começaram a se sentir sozinhas.

Essas bonecas representar pessoas reais e suas profissões, ou as profissões que já tiveram. Você pode até assistir a um documentário, O Vale das Bonecas, onde você pode ver a vida do artista e o processo de fabricação dessas bonecas.

Hallstatt, China

Os chineses têm fama de serem grandes copistas, então, desta vez, em vez de copiar bolsas ou sapatos eles copiaram uma cidade inteira: Hallstatt, na Áustria. Esta vila austríaca foi completamente copiada, nos mínimos detalhes.

A construção começou em 2012, de mãos dadas com uma mineradora chinesa, sendo o primeiro edifício a erguer a icônica igreja que se vê em qualquer imagem da cidade austríaca.

Federação de Damanhur, Itália

Esta cidade nasceu em 1975, quando Oberto Airaudi e seus amigos formaram um comunidade ecológica e espiritual da região de Piemonte, no norte do país. Hoje vivem lá 600 pessoas e é considerado o Laboratório para o futuro da humanidade.

aqui as pessoas vivem casas comunitárias entre 10 e 30 pessoas. A vida é absolutamente compartilhada, tem moeda própria, o Crédito, e recebe um turismo curioso. Por causa do estilo de vida, mas também por causa de suas construções, algumas construídas no subsolo.

Whittier, AK

Esta cidade funciona em um único edifício. Assim é! O edifício de 14 andares, já foi um quartel militar. Hoje o local é conhecido como a porta de entrada para Prince William Sound, uma atração para moradores e turistas que vêm ao Alasca em busca de aventura na natureza.

Whittier tem 200 moradores que todos vivem sob o mesmo teto que inclui uma delegacia de polícia, um posto de gasolina, uma igreja e, na época, uma locadora de vídeo. Todo o edifício é chamado de Torres Begich e tem apenas uma entrada/saída que abre duas vezes por hora, fecha à noite e reabre no dia seguinte.

Todo verão, Whittier recebe 22 horas de luz solar e no inverno há tanta neve que é fenomenal. Tem um hostel e um hotel com restaurante com vista direta para o mar.

Longyearbyen, Noruega

a cidade fria, a cidade onde os mortos estão congelados para sempre sem quebrar. Isso mesmo, a localização é tão ao norte que o frio é tremendo, além de sua localização todos os anos o sol não nasce por quatro meses. de outubro a março, até retornar em glória para ser recebido por todos em uma festa popular chamada Solfestuka.

Então, uma das coisas mais interessantes sobre esta cidade norueguesa é o tema da morte. Há 70 anos, o cemitério local deixou de receber corpos, por isso pede-se aos moradores que, caso morram na cidade, o corpo seja transferido de barco ou avião.

 

Você quer reservar um guia?

O conteúdo do artigo segue nossos princípios de Ética editorial. Para relatar um erro, clique Clique aqui.

Seja o primeiro a comentar

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

*

*